jornaldopescador@gmail.com | Cood: Pedro S. Santos(67)99832-4801 | 99224-4229
Lixo no lixo
18/06/2009

Um dos grandes problemas que enfrentamos quando vamos pescar é que em vários locais deparamos com lixo, deixado pelos visitantes anteriores.

Este lixo varia muito, desde pontas de cigarro até garrafas plásticas,  latas, embalagens, etc. É comum nos depararmos com coisas até mesmo  piores como preservativos, absorventes higiênicos e outras que nos deixam  com nojo de estar por ali procurando um cantinho para jogar nossa isca.  

Faz parte de nossa obrigação manter limpo os locais em que pescamos,  assim como procurar orientar e recolher o lixo das outras pessoas.   

Para que nossa missão seja um pouco facilitada, seguem algumas dicas que   podemos usar e ensinar aos amigos e conhecidos.   

Procure levar materiais que produzam menos quantidade de lixo possível.   No caso de sanduíches, embrulhe-os em filme plástico, que depois de amassados formam uma pequena bolinha, muito fácil de se transportar de volta, até mesmo no bolso.  

Quando transportar bebidas em caixas térmicas, use as próprias caixas  para depositar latas e garrafas vazias. Caso não tenha caixa térmica,  amasse as latas para reduzir o volume e coloque em pequenas sacolas   plásticas mais fáceis e práticas de carregar do que os convencionais   sacos de lixo. Não se esqueça de que uma garrafa pet de dois litros de  refrigerante equivale a 6 latas.  

Se estiver pescando embarcado, tudo fica mais fácil, pois basta acondicionar o lixo, sem precisar carrega-lo. Uma boa dica é usar aquelas  sacolinhas de lixo que os postos de gasolina distribuem para colocar na alavanca de cambio do carro. Elas se encaixam perfeitamente na manete do motor de popa ou do motor elétrico e ali pode-se depositar vários tipos  de lixo. 

Cuidado com papéis e plásticos soltos no barco que poderão voar quando o  barco tiver em movimento.  

Levar cinzeiro na pescaria seria incômodo e não iria adiantar muito não  é? Use um frasco de filme fotográfico com um pequeno chumaço de algodão  molhado no fundo, para evitar queimadura. Apague o cigarro no algodão  molhado, empurre tudo para o fundo e feche o tubinho. Depois é só jogar o tubinho com todas as pontas de cigarro no lixo. Caso seu consumo de cigarros seja maior do que o tubinho agüenta carregar, use uma garrafa pet com um pouco de água no fundo. Jogue o cigarro lá dentro e tampe a  garrafa. 

Caso ascenda fogo para preparar algum alimento, certifique-se de apaga-lo muito bem antes de ir embora. Cubra o local do fogo com areia.  

Algumas pessoas imaginam que restos de alimentos podem ser descartados  nos rios, lagoas e represas sem problemas. Na verdade uma boa parte pode  sim. Mas devemos nos lembrar que alimentos gordurosos podem manter uma  camada de óleo significativa na superfície da água que pode trazer algum  problema aos animais e plantas. 

Parece fácil, não é?  

Com certeza a natureza irá agradecer por estes pequenos e simples cuidados.

voltar