jornaldopescador@gmail.com | Cood: Pedro S. Santos(67)99832-4801 | 99224-4229
O encosto
27/03/2010

 

O ENCOSTO
Geralmente não  possui barco e muitas vezes não tem carro.
Não tem material de pesca, e se tem não o leva.
Na hora de pagar as despesas, sempre afirma: esqueci o dinheiro e o talão de cheques em casa!
Nunca leva lanche, nem bebidas, e na hora de lanchar, sempre come a maior quantidade e toma a maior quantidade de cervejas ou pinga.
Não sabe nada de pesca, e se diz o melhor pescador do mundo.
Quando vai arremessar, quase vira o barco, e se não nos abaixamos corremos o risco de levar uma chumbada na cabeça, ou ficamos com anzóis ou iscas artificiais cravados no corpo.
Quando manuseia o material de pesca no barco, faz tanto barulho, que num raio de dois quilômetros qualquer ser vivo escuta.
Ao fisgar um peixe, a sua fisgada  tão forte, que quase vira de ponta cabeça no barco.
Fala alto e não deixa ninguém falar. Ele é o "bom da boca", e sabe tudo, os melhores pesqueiros, a hora do peixe, a melhor isca, etc...
Quando soltamos ou recolhemos o barco da água, sai de fininho, ou diz que vai no mato fazer necessidades, ou afirma que não pode fazer força por algum motivo.
Entra no barco com os sapatos sujos de barro e ainda limpa-os no estrado.
Na viagem de retorno da pescaria, dorme e baba no estofamento do carro, sem contar os gazes que solta e ainda põe a culpa nos nossos sanduíches.
No retorno da pescaria, separa a maior quantidade e os maiores peixes, reclama que vai ter que limpa-los. Bate em nossas costas, agradece e pergunta: "Quando iremos pescar de novo compadre?"
Após a pescaria, comenta com conhecidos, que nos levou para pescar, nos ensinou e ainda por cima pegou o maior peixe e a maior quantidade.
Este é o perfil do companheiro conhecido como "O ENCOSTO", que você um dia poder,  ter o desprazer de levar a uma pescaria, se é que já não levou!!!!!

voltar